Dicas de saúde

Novembro Azul: Mês mundial de Combate ao Câncer de Próstata

Novembro Azul: Mês mundial de Combate ao Câncer de Próstata

Realizada por várias entidades de todo o mundo, o Novembro Azul é uma campanha anual de conscientização, cujo objetivo é incentivar o público masculino a buscar a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Câncer de próstata: O que é?

Temido entre o público masculino, o câncer de próstata é o segundo tipo de tumor mais comum entre os homens – o primeiro é o câncer de pulmão.

Trata-se da proliferação anormal das células da próstata. Quando o tumor não é diagnosticado e tratado precocemente, ele evolui e se espalha pelo organismo. Sua incidência maior é em homens com faixa etária superior a 50 anos e negros.

Aproveitando a campanha, preparamos este artigo com as principais informações sobre a doença, tais como sintomas, fatores de risco, prevenção e tratamento. Confira!

Os sintomas da doença

Uma das principais características do câncer de próstata é o fato de os sintomas não se manifestarem em seu primeiro estágio. Esta condição é bem comum; normalmente, os sintomas só surgem quando o tumor está maior e quase pressionando a uretra.

Ao atingir este nível, os portadores da doença podem:

– Ter dificuldades para urinar;

– Ter a sensação de bexiga cheia, mesmo após urinar;

– Sentir maior necessidade de urinar;

– Sentir dor ao urinar ou uma espécie de ardência;

– Ter a coloração da urina escurecida (por conta da presença de sangue);

– Sentir dor ao ejacular (assim como a urina, o sêmen também sofre alterações em sua cor).

Quando o câncer evolui para outro estágio, o homem poderá sentir dores no testículo, nas costas, ossos e redução do apetite, resultando na perda de peso.

Quais os fatores de risco do câncer de próstata?

Homens cujo pai ou irmão foram portadores do câncer de próstata têm propensão a desenvolver a doença. Em casos onde há mais de um familiar portador do tumor, os riscos aumentam.

Entretanto, os fatores de risco do câncer de próstata vão além da genética. Tanto o ambiente no qual o indivíduo está inserido quanto seus hábitos são influências diretas para o surgimento do tumor. A má alimentação, consumo excessivo de bebidas alcoólicas e o tabagismo são alguns deles.

Para evitar a doença, o homem deve ter uma dieta rica em frutas, legumes e vegetais, evitando o consumo exagerado de alimentos gordurosos e carne vermelha. O sedentarismo e a obesidade também podem acarretar no surgimento do câncer.

Em relação ao aspecto ambiental, trazemos como exemplo locais com alto nível de poluição e o contato direto e frequente com substâncias químicas como ferro e chumbo, além de materiais derivados de borracha.

É importante destacar que a maior incidência do câncer de próstata é em homens de etnia negra. Já homens asiáticos são menos propensos.

É possível prevenir o câncer de próstata?

Sim. Conforme citamos acima, um dos fatores de risco do câncer de próstata são os maus hábitos, como a má alimentação, o consumo de álcool e tabagismo. Para prevenir a doença é importante que o homem tenha bons hábitos alimentares e abandone o vício em álcool e cigarro. Praticar atividades físicas com regularidade e evitar a exposição à poluição e substâncias químicas também são formas de prevenção.

É fundamental também que homens a partir dos 50 anos façam, anualmente, os exames de toque retal e sangue de PSA. Isso porque, caso o tumor seja diagnosticado precocemente, as chances de cura aumentarão, evitando que ele se espalhe pelo organismo. Recomenda-se que homens que têm histórico da doença na família ou que sejam de etnia negra passem a fazer os exames anuais a partir dos 40 anos.

Como tratar a doença?

O tratamento dependerá da agressividade da doença e do quadro do paciente. Sendo assim, existe a possibilidade de o médico indicar a cirurgia de remoção da próstata, tratamento hormonal ou radioterapia. O tratamento mais adequado depende de um caso para outro, e somente o especialista pode definir a melhor opção.

A importância do Novembro Azul

A importância da campanha Novembro Azul para a sociedade vai além da conscientização da prevenção e diagnóstico do câncer de próstata. Ela também possui um importante papel para desmitificar o temor e até mesmo preconceito por parte da maioria dos homens, que têm medo ou vergonha de realizar o exame de toque retal.

Tal exame é visto como piada, principalmente na internet, e muitos homens acreditam que ao se submeterem a ele, poderão perder sua masculinidade – o que não é verdade. Se você é um dos homens que pensa assim, abra sua mente: tenha ciência de que o exame de toque retal não te fará “menos homem” e pode salvar a sua vida!

Gostou deste artigo sobre o novembro azul? Leia também: Saúde Ocular: Dicas para os Cuidados com a Nossa Visão!