Dicas de saúde

Dez dicas para uma alimentação balanceada e rica em nutrientes

Dez dicas para uma alimentação balanceada e rica em nutrientes

Uma vida saudável está diretamente associada ao tipo de alimentação que você consome. Mas buscar uma rotina que inclua nutrientes saudáveis e variados às vezes pode parecer complicado, diante das dificuldades da vida moderna. É aí que entra em cena o profissional responsável por prevenir doenças a partir da alimentação: o nutricionista, cuja profissão é homenageada em 31 de agosto.

Segundo o Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) do Ministério da Saúde, os hábitos dos brasileiros têm impactado no crescimento da obesidade e no aumento da prevalência de diabetes e de hipertensão. O sistema foi criado com o objetivo de monitorar a frequência e a distribuição de fatores de risco e proteção para doenças crônicas não transmissíveis em todas as capitais dos Estados brasileiros e no Distrito Federal.

Dados da última pesquisa Vigitel, que ouviu mais de 53 mil pessoas entre fevereiro e dezembro de 2016, revelaram que mais da metade da população está com peso acima do recomendado. O número de obesos no Brasil já atinge 18,9%, representando um aumento de 60% nos últimos dez anos. Além disso, as doenças crônicas avançaram e foram constatados aumentos de 61,8% em casos de diabetes, e de 14,2% nos quadros de hipertensão.

Apesar de números alarmantes, a pesquisa também revelou mudanças positivas na vida dos brasileiros, como nos hábitos saudáveis, nos quais foram constatados aumento do consumo regular de frutas e hortaliças e a redução no consumo de refrigerantes e sucos artificiais.

Dez passos para uma alimentação balanceada

É por meio da Política Nacional de Alimentação e Nutrição, que o governo incentiva a população a ter bons hábitos e conscientiza sobre riscos de doenças causadas pela ingestão prolongada de alguns tipos de produtos. Segundo o Ministério da Saúde, muitos componentes da alimentação dos brasileiros são associados ao desenvolvimento de doenças, como:

• Câncer.
Problemas cardíacos.
• Obesidade.
• Diabetes.

Alimentos ricos em gorduras, como carnes vermelhas, frituras, molhos com maionese, leite integral e derivados, bacon, presuntos, salsichas, linguiças, mortadelas, entre outros, devem ser ingeridos com moderação.

De acordo com o Guia da Alimentação Saudável, produzido pelo o órgão, há dez passos a serem seguidos para atingir uma alimentação balanceada e rica em nutrientes:

1. Coma feijão com arroz todos os dias ou, pelo menos, cinco vezes por semana. Esse prato brasileiro é uma combinação completa de proteínas e faz bem à saúde.

2. Consuma diariamente três porções de leite e derivados e uma porção de carnes, aves, peixes ou ovos. Retirar a gordura aparente das carnes e a pele das aves antes da preparação torna esses alimentos mais saudáveis.

3. Consuma, no máximo, uma porção por dia de óleos vegetais – azeite, manteiga ou margarina.

4. Evite refrigerantes e sucos industrializados, bolos, biscoitos doces e recheados, sobremesas e outras guloseimas como regra da alimentação.

5. Diminua a quantidade de sal na comida e retire o saleiro da mesa.

6. Beba pelo menos dois litros (seis a oito copos) de água por dia. Dê preferência ao consumo de água nos intervalos das refeições.

7. Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias e evite as bebidas alcoólicas e o fumo.

8. Faça pelo menos três refeições (café da manhã, almoço e jantar) e dois lanches saudáveis por dia. Não pule as refeições.

9. Inclua diariamente seis porções do grupo dos cereais (arroz, milho, trigo, pães e massas), tubérculos, como as batatas, e raízes, como a mandioca, nas refeições. Dê preferência aos grãos integrais e aos alimentos em sua forma mais natural.

10. Coma diariamente pelo menos três porções de legumes e verduras como parte das refeições e três porções ou mais de frutas nas sobremesas e lanches.

É importante lembrar que cada pessoa tem níveis de dificuldade diferentes quando o assunto envolve mudança de hábitos. Consulte um nutricionista e veja como inserir pequenas mudanças no dia a dia capazes de proporcionar uma vida mais saudável.

 

Leia também:

Balão intragástrico é alternativa para tratamento da obesidade 

Hipertensão arterial: saiba como diagnosticar e prevenir